Notícia | INTERNACIONAL

G-7 fica no impasse na declaração sobre o clima por indefinição americana


Redação

27/05/2017


O impasse com o governo de Donald Trump impediu que os líderes do G-7 chegassem a uma declaração comum sobre as mudanças climáticas, neste sábado (27), reunidos em Taormina, na Itália.

 

O comunicado oficial do G-7 foi assinado apenas pelos outros seis integrantes do grupo: Canadá, Itália, França, Alemanha, Reino Unido e Japão. "Os Estados Unidos estão em processo de revisão de suas políticas sobre as mudanças climáticas e sobre o Acordo de Paz. Por isso, não estão em condições de se unirem à declaração", apontou o comunicado oficial do G-7.

 

A posição de Trump entrou em conflito com a visão dos outros líderes do grupo das nações mais industrializadas do mundo. Conforme confessou a chanceler alemã, Angela Merkel, que definiu as negociações como "muito insatisfatórias". "Apesar dos seis países assinarem o Acordo de Paris não há sinais, até agora, de que os EUA cumpriram o tratado ou não. Isso significa que não há uma base comum para este importante acordo internacional", declarou Merkel.

 

Através do Twitter, o presidente americano, Donald Trump, prometeu que terá uma posição sobre o Acordo de Paris só na próxima semana. Diante do posicionamento americano, o G-7 aceitou dar mais tempo para os EUA refletirem sobre o assunto.

 

Lembrando que o tema voltará a discussão na reunião do G-20, em julho, na Alemanha.

 



Deixe o seu comentário:



Últimos Comentários:

(Deixe o seu comentário)